Bebê – sete meses.

Seu bebê está com sete meses?

No 6º mês ele fez grandes descobertas. Sabe que pode mover-se, tem controle sobre seus músculos, arrasta-se para buscar o que lhe interessa. As mãos começam a lhe parecer menos importantes. Já as conhece bem. Agora, quer experimentar incessantemente os movimentos dos membros inferiores. Não para quieto. De barriga para baixo, põe a mão para frente e estica a perna, ensaiando a arrancada que virá mais tarde. Quando está sentado, inclina-se para frente e procura agarrar o brinquedo, transferindo-o de uma mão para outra e testando seus próprios movimentos. Faz o som M-M quando chora e vive com os pés na boca.

Liberdade aos 7 meses de idade:

Mesmo que ainda não esteja engatinhando, ele se arrasta pelo chão e sai à procura da mãe. Já não precisa mais esperar por ela, nem chorar para chamá-la. Sabe que pode encontrá-la. Aí, aperta a sua perna com os bracinhos. Sua coordenação motora permite esse abraço, que nada mais é do que a manifestação de seu afeto e a comprovação de sua capacidade.

Ele aprende brincando

A partir dos 7 meses, o bebê adora novidades. Esforça-se para tirar a tampa de uma caixa, puxa as coisas que quer e gosta de brincar de esconder. Se você encobrir o rosto com um lenço e em seguida descobri-lo mostrando-lhe um largo sorriso ele vai se divertir.

Veja quais os melhores brinquedos para essa fase:

- Brinquedos que rolam

- Cubos que ele vai dispondo ao seu redor

- Brinquedos que se movimentam

- Objetos que fazem barulho

Guia do bebê – Sétimo mês – Cuidados com os dentes

É por volta dos 6 meses que nascem os primeiros dentinhos. Mais precisamente os dois incisivos centrais superiores. Lembre-se que não basta apenas de uma boa assepsia bucal para garantir uma dentição saudável. Como as cáries são contagiosas, tome outros cuidados com a higiene:

- Nunca assopre a comidinha do bebê, pois as partículas de saliva expelidas por você podem conter a bactéria da cárie.

- Pela mesma razão, também evite beijos na boca da criança.

O seu nenê ainda não tem dentes?

Não se preocupe. Por uma série de motivos ainda pouco esclarecidos pelos especialistas, algumas crianças demoram mais do que outras para que os seus dentinhos comecem a nascer. Os odontopediatras costumam dar uma margem de seis meses para esse processo ocorrer de forma natural.

 

bebe 7 meses 300x203 Bebê   sete meses.

Guia do bebê - Sétimo mês

Sétimo mês – Brincando de imitação

Você é o espelho dele. O bebê aprende a fazer carinho observando a forma como você faz. Dá afeto se recebe o seu. Faz carícias, beija, abraça, tudo por treino e imitação. Ele nasce com a capacidade de manifestar afeto e criar vínculos. Primeiro com a mãe, depois com outras pessoas de sua intimidade, como o pai e os avós. Com esse grupo, aprende as formas de trocas que são verdadeiras lições que vai usar para o resto da sua vida. Por isso, o instinto de apegar-se pode sofrer influências do meio. Mães com um temperamento arredio, frio e distante podem transmitir ao seu bebê esta forma de se relacionar com as pesssoas e com o mundo.

Seu bebê tem dentes tortos?

Ter dentes de leite tortos não significa que a criança corre o risco de apresentar o mesmo problema quando nascerem os permanentes. Segundo o odonto-pediatra Fabio Bibancos, os dentes tortos são causados por falta de espaço na arcada. Com o crescimento, abre-se espaço para a segunda dentição nascer alinhada. De qualquer forma é sempre bom consultar um especialista para avaliar o quadro.

Fluor antes de 1 ano?

Assim que nascem, os dentes são imaturos, quer dizer, têm poucos minerais. O fluor, uma substância que aumenta a resistência, está na água do abastecimento regular e nas pastas de dente. Mas até que apareçam os primeiros molares, por volta dos 12 ou 15 meses de vida, é desaconselhável usar pasta em bebês. Eles podem engolir o produto e provocar a fluorose, que causa manchas nos dentes. Já que a água reduz em apenas 30 a 40% o índice de cárie, os especialistas recomendam a aplicação tópica do flúor a cada três meses, a partir do nascimento do primeiro dente.

A língua do ‘bá’

O bebê produz sons desde o comecinho da vida. Gorjeia, faz barulhinhos típicos e ininteligíveis. Depois dos 6 meses começa a balbuciar. Tenta repetir os sons que ouve.

Como o português é cheio de vogais, a língua do bebê também está repleta de bá, bá, dá, dá. Mas ele tem outras formas de conversar. Quando a mãe, por exemplo, diz “quem é o nenê da mamãe?” e ele se vira rindo, também está se expressando, respondendo “sou eu”. Ele capta o sentido da frase, mesmo que não decodifique as palavras. É a partir dos 6 meses que o bebê entende o sentido das palavras pelo conjunto dos sons, pela entonação. Pesquisas mostram que mesmo com pouca conversa em seu ambiente, a criança desenvolve a linguagem. Os especialistas dizem que o importante é ser natural. Quanto mais espontânea a relação familiar, mais o desejo da criança de participar vai se traduzir em palavras. Mas ainda assim, você pode ajudá-lo na nova empreitada de entender e falar. Saiba que falar corretamente no futuro, depende um pouco dos pais.

- Fale com ele. Ele pode não entender, mas sentirá a atenção e ainda se familiarizará com os sons do idioma.

- Fale com naturalidade, da forma como seu filho vai ter de falar.

- Mas não fale muito rápido, a ponto de ele não poder assimilar as diferenças entre os sons. Seja precisa e calma.

- Fale corretamente. Sons tatibitates só vão retardar o aprendizado.

- Tente desde já não cometer erros. Ele vai falar como você, quer dizer, errado.

Bebê com 7 meses de idade – Perigo com intoxicações:

Bebês nessa fase são muito curiosos e botam a mão em tudo o que vêem e depois ainda enfiam na boca.

- Mantenha remédios, insenticidas e produtos de limpeza fora de seu alcance. Sobretudo agora que ele já se arrasta pela casa toda.

- Nunca guarde alimentos perto de produtos químicos, porque podem contaminá-los.

- Não dê remédios por conta própria.

- Só use tintas, solventes e colas em locais arejados e longe das crianças.

- Atenção às plantas. Algumas podem ser tóxicas.

- Não use inseticidas perto da criança, mesmo aqueles classificados como atóxicos.

- Não deixe cinzeiros sujos perto do bebê. Bitucas de cigarro podem provocar problemas cardíacos.

- Não reaproveite recipientes para guardar outros produtos, sobretudo a comidinha do bebê.

Nenê – Artigos relacionados:

Regurgitar é normal?

Aprenda a limpar o quarto do bebê

O primeiro mês de vida do bebê

O segundo mês de vida do bebê

O terceiro mês de vida do bebê

O quarto mês de vida do bebê

O quinto mês de vida do bebê

O sexto mês de vida do nenê

Cuidados com o bebê – moleira, unha e temperatura

A higiêne do bebê

Para que serve o teste do pezinho?

Voltar ao início do nenê

Nenê - Artigos Relacionados: